Mais Vistos

Hérnia de Disco


Hérnia de Disco


Hérnia de Disco


A hérnia de disco ocorre quando os discos que atuam como acolchoamentos que absorvem os impactos ocupando os espaços entre as vértebras da coluna se rompem. Os discos contêm uma substância gelatinosa. Ao se romper, esse material se infiltra nos tecidos vizinhos, provocando pressão e dor na coluna vertebral ou nos nervos espinhais na área de ruptura. Os deslizamentos de disco ocorrem com maior frequência na coluna lombar, embora qualquer disco da coluna seja vulnerável à ruptura.




A coluna é constituída de ossos chamados vértebras, separados por discos intervertebrais fibrocartilaginosos. Existe apenas um discreto movimento entre duas vértebras sucessivas, mas, ao considerar a coluna vertebral integralmente, existe sim um movimento significativo.

Os discos intervertebrais feitos por um anel fibrocartilaginoso, circunda uma substância gelatinosa, chamada núcleo pulposo. E é esse núcleo pulposo que comprime as terminações nervosas causando dor, quando o disco intervertebral é rompido.

Causas da lesão: técnicas inadequadas de levantamento de peso, esforço excessivo, movimentos inadequados.

Sintomas: dor na coluna cervical, dorsal ou lombar. Dormência, formigamento ou dor nas nádegas, nas pernas ou nos pés. Em casos mais graves dificuldade de controlar o intestino ou a bexiga

Tratamento: alongamento para a região específica, fortalecimento da musculatura específica e dos músculos abdominais, respeitando o limite da dor, e que tenha técnica adequada. A musculação é de grande importância no fortalecimento e diminuição das dores, como na prevenção da hérnia.

O fortalecimento é de extrema importância para evitar atrofia e restaurar a mobilidade da coluna.

Não esqueça de procurar um ortopedista!

Referências: lesões no esporte uma abordagem anatômica, Brad Walker,2010.


Fonte Professor Max Emanuel
Contato 79- 999374156
E-mail Maxtitas@gmail.com




Facebook